Aos 88 anos, morre o cantor e compositor João Gilberto

Um dos pais da Bossa Nova, o baiano radicado no Rio tinha 88 anos

Por Redação

Morreu hoje no Rio de Janeiro, aos 88 anos, o cantor e compositor João Gilberto, considerado um dos pais da bossa nova.

Segundo amigos da família, João Gilberto passava por um exame, que teve complicações. Os advogados da filha Bebel Gilberto, que trava uma disputa com o irmão João Marcelo, estão a caminho da casa do cantor. O corpo deverá ter que passar por uma autópsia.

O estado do cantor se debilitou muito após a morte da amiga e ex-mulher Miúcha, também cantora, que morreu em dezembro do ano passado.

A família confirmou a amigos a morte. João Gilberto tinha problemas de saúde e estava no meio de uma disputa entre os filhos por sua tutela.

Um dos mais influentes compositores da música brasileira, João Gilberto gravou discos seminais como “Chega de Saudade” (1958), “Getz/Gilberto” (1964) — que lhe rendeu um Grammy — e “O amor, o Sorriso e a Flor” (1960).

João Gilberto foi um dos maiores inovadores do violão e um dos responsáveis por criar o som que viria a ser associado a Bossa Nova. Outros grandes compositores da música brasileira prestaram homenagem ao longo dos anos: Gilberto Gil, em 2014, gravou “Gilbertos Samba” em 2014. No ano passado, Caetano Veloso o definiu como “maior artista brasileiro”.

Recluso em seu apartamento na Zona Sul do Rio ao longo de quase uma década, João fazia pouquíssimas apresentações. Recentemente, teve uma rara aparição em fotografia compartilhada na internet por sua neta, Sofia.

No ano passado, o músico chegou a ser obrigado a abandonar sua casa por conta de uma ação de despejo. Ele tinha uma série de complicações financeiras causadas por disputas de direitos autorais e dívidas.

Da com informações da Época

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here