Defesa Civil declara estado de alerta no DF devido baixa umidade do ar

Foto: Reprodução

Segundo o Inmet, índice pode chegar abaixo de 20% ao longo desta quarta-feira (21/08/2019). Veja as recomendações

Por Redação*

O calor e a forte seca que assolam a tarde brasiliense desta quarta-feira (21/08/2019) fizeram a Defesa Civil do Distrito Federal e o Instituto Nacional de Meterologia (Inmet) declararem estado de alerta para a baixa umidade relativa do ar.

Por meio de mensagens de texto, a Defesa Civil recomendou aos moradores do Distrito Federal que evitem a exposição ao sol e ingiram água durante o dia. Segundo o órgão, a previsão é de que o índice de umidade chegue abaixo de 20% ao longo do dia.

O Inmet, por sua vez, reforçou o aviso e informou que a taxa deveria ficar entre 12% e 20%, o que pode provocar ressecamento de pele, desconforto nos olhos, boca e nariz.

Os especialistas disseram que, por volta das 15h desta quarta (21/08/2019), a umidade era de 23%, enquanto a temperatura máxima registrada chegou a 28,9 ºC. O posto de índice mais baixo de umidade em 2019 é o dessa terça (20/08/2019), quando os meteorologistas registraram 19,9%.

Recomendações

As principais recomendações da Defesa Civil são evitar a prática de atividades ao ar livre no período das 10h às 17h, aumentar a ingestão de líquidos, não tomar banhos prolongados com água quente e muito sabonete, descartar o uso excessivo de ar-condicionado e usar protetor solar. Crianças e idosos precisam de atenção especial, pois são os mais afetados.

Fique atento!

Entre 21% e 30% (estado de atenção)

  • Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h;
  • Umidificar o ambiente por meio de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água;
  • Consumir água à vontade.

Entre 12% e 20% (estado de alerta)

  • Observar as recomendações do estado de atenção;
  • Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 17h;
  • Evitar aglomerações em ambientes fechados;
  • Usar soro fisiológico nos olhos e nas narinas.

Abaixo de 12% (estado de emergência)

  • Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;
  • Interromper qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h, como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc;
  • Durante as tardes, manter os ambientes internos úmidos, principalmente quartos de crianças, hospitais, etc.

*Da Redação com informações do Inmet/Defesa Civil e Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here