Dr. Marcus volta ao cenário político e diz: ‘Saúde perdeu o rumo há muito tempo’

Dr. Marcus Costa. Foto: Agenda Capital

Por Delmo Menezes

Suplente de deputado distrital, tendo obtido na última eleição 8.119 votos, médico e odontólogo, casado e pai de 02 filhos médicos, este é o Dr. Marcus Costa, ex-coordenador regional de saúde de São Sebastião.

Com seu jeito simples que lhe é peculiar, Dr. Marcus recebeu na manhã deste sábado (10), o Agenda Capital para uma entrevista exclusiva, onde fala sobre sua atuação tanto na Secretária de Saúde, quanto na Secretária de Educação, e seu desejo de ajudar as pessoas sobretudo as mais humildes a terem um pouco de dignidade e respeito.

Dr. Marcus fala também sobre o problema que envolveu seu nome perante o Ministério Público, do qual foi inocentado e a possibilidade de vir novamente a disputar um mandato na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Leia a íntegra da entrevista:

AC – Dr. Marcus, em 2016 o senhor passou por uma situação constrangedora ao ver seu nome citado pelo Ministério Público sob alegação de compra de votos, e recentemente o senhor foi inocentado. Como avalia esta situação?

Dr. Marcus – Lamentável o ocorrido. Saiu agora a decisão e o Ministério Público sequer mencionou meu nome neste processo. Estou de posse da decisão em minhas mãos que passo a você. Não sei de quem partiu isso, porém foi tudo uma armação. Minha família ficou muito abalada, fica uma cicatriz grande, mas Deus é justo e ficou claro que tudo não passou de uma armação. A nossa própria lei diz: “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”. Infelizmente em nosso país ainda acontece este tipo de coisa, mas já superamos.

AC – Na eleição passada o senhor obteve 8.119 votos em uma disputa apertadíssima considerando que concorreu com vários candidatos da saúde. O senhor pretende colocar seu nome na disputa deste ano?

Dr. Marcus – Tivemos todos estes votos de pessoas que acreditaram em nós, votaram em nosso projeto. Estou recebendo muito apoio de amigos e lideranças políticas para que saia candidato. Na eleição passada, incomodamos muitos poderosos mesmo sem recursos financeiros. Fizemos uma campanha limpa, de porta em porta, apresentando nossos projetos para área de saúde e educação, e fomos muito bem recebidos pela população do DF. Eu sempre atendi a população e continuo atendendo, independentemente de ser ou não candidato. A minha formação médica é para atender as pessoas e isso não vou negar nunca. Digo a você que o futuro está nas mãos de Deus.

AC – Dr. Marcus o senhor está filiado a algum partido político?

Dr. Marcus – Hoje não estou filiado a nenhuma legenda partidária. Tenho recebido muitos convites para me filiar, porém vou aguardar um pouco mais para tomar uma decisão, mesmo porque ainda não decidi sobre minha candidatura.

AC – A saúde pública do DF está no caminho certo?

Dr. Marcus – A saúde pública do DF perdeu o rumo há muito tempo. É lamentável ver servidores desmotivados, constrangidos, sem perspectivas. A população percebe isso, ela é a maior prejudicada neste processo. Hoje para se conseguir uma cirurgia por exemplo, o paciente não sabe se procura o hospital, o centro de saúde, se vai no consultório médico, ou na clínica da família. Para uma simples consulta, a população não sabe a quem recorrer, se procura o PSF, a UPA, uma equipe saúde da família, ou seja, a própria população está desorientada.

AC – Então o que falta para melhorar a saúde pública no DF?

Dr. Marcus – A saúde tem jeito sim. Os recursos são repassados todos os meses pelo governo federal. O que está faltando é gestão. Precisamos de pessoas que se comuniquem, que tenha diálogo com os servidores. Falta alguém que conheça a rede pública de saúde e saiba como realmente funciona. Não adianta trazer pessoas inexperientes de fora que não acrescentam em nada. A prova disso, é o caos em que se encontra a saúde do DF.

Da Redação do Agenda Capital 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here