Foto: Reprodução

Por Delmo Menezes

Na noite desta terça-feira (11/06), na sede do Central Única dos Trabalhadores – CUT, as principais entidades sindicais do Distrito Federal, estiveram reunidas para traçar estratégias junto ao governo, sobre diversas pautas que ainda não foram atendidas.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, Newton Batista, o encontro serviu para discutirmos uma pauta conjunta para apresentarmos ao GDF. “O principal assunto da pauta foi o fim da conversão da licença prêmio em pecúnia, que o governo pretende implementar”, disse o sindicalista.

Na reunião foi tratado também do pagamento da terceira parcela do reajuste dos servidores do DF. Hoje pela manhã Ibaneis sinalizou que não irá recorrer da decisão, caso o STF aprove o pagamento da parcela. “É um assunto que se discute há um bom tempo no DF. O STF vai julgá-lo para dar segurança jurídica, que é o que todos nós buscamos. Se sair favorável aos servidores, vou ter o compromisso de ajustar as contas para cumprir a decisão judicial”, disse o chefe do Executivo.

Dentre outras entidades, participaram da reunião, representantes do SINDATE, Sintralab, Nova Central, UGT, CUT, Sinpro, Sindcal, Sindser, Sindetran, Sindsasc, SAE, Sindireta, SindEnfermeiro e SindMédico-DF.

Ficou decidida a atuação conjunta para evitar mudanças na legislação que rege os servidores públicos. O diretor do Sindate Newton Batista, reforçou a importância de se ter o apoio dos parlamentares nesse processo. “Vamos visitar todos os gabinetes para pedir aos deputados que esse projeto de acabar com a licença prêmio não se concretize”, finalizou.

Da Redação do Agenda Capital

Delmo Menezes
Gestor público, jornalista, secretário executivo, teólogo e especialista em relações institucionais. Observador atento da política local e nacional, com experiência e participação política.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here