Ex-senador Luiz Estevão consegue liberação para trabalhar fora da Papuda

Por Redação

Três anos e um mês depois de se entregar para cumprir a pena que lhe é imposta por desvios de recursos na construção do TRT de São Paulo, o ex-senador Luiz Estevão poderá começar a cumprir pena no regime semiaberto. A Justiça autorizou ontem o trabalho externo do empresário. Estevão deixará a Papuda durante o dia para dar expediente em uma imobiliária no Setor de Rádio e TV Sul. A autorização também implica mudanças dentro da penitenciária: o ex-senador será transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP).

A Vara de Execuções Penais rejeitou pedido do Ministério Público para a realização de diligências na sede da empresa que ofereceu emprego ao ex-senador.

De acordo com o MP, a empresa não tem funcionários cadastrados nem movimentação financeira desde seu registro na Junta Comercial. O juiz Vinícius Santos Silva argumentou que “a Seção Psicossocial não tem como objetivo a fiscalização dos registros financeiros das empresas, especialmente em razão da falta de atribuição para tanto.”

A defesa do empresário disse que a novidade “já era esperada”. Porém, não informou a partir de quando Luiz Estevão começa no emprego novo — em que deve receber salário de R$ 1,8 mil como gerente administrativo.

Estrutura compatível
O magistrado argumenta que as fotos do ambiente de trabalho apresentadas pela defesa atestam “a compatibilidade entre a estrutura física apresentada e a atividade comercial desenvolvida pela empresa”. O juiz afirmou que haverá um “incremento das atividades fiscalizatórias” para evitar eventuais desvios de finalidade do trabalho externo.

Da Redação com informações do Correio 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here