Por Delmo Menezes

O deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF), em coletiva de imprensa com jornalistas e blogueiros realizada na tarde desta segunda-feira (15), no restaurante Treviso na Asa Norte, Brasília-DF, declarou que é pré-candidato ao governo do Distrito Federal, deixando claro, no entanto, que pretende se reunir com todo grupo de direita e aquele que estiver em melhores condições, será o escolhido.

Estiveram presentes no evento, jornalistas/blogueiros do Movimento Independente Novas Mídias (MI) e da Associação Brasiliense dos Blogueiros de Política do DF (ABBP), totalizando cerca de 40 profissionais da área de comunicação.

O parlamentar que é também presidente dos Democratas no DF, declarou que caso seja o escolhido do grupo, pretende ter um vice-governador do segmento evangélico, e que seja um nome de consenso entre as diversas denominações evangélicas.

Perguntado como se sentia ao ser conhecido como o líder da bancada da bala no Congresso, Fraga foi enfático e declarou: “Prefiro ser conhecido como o líder da bancada da bala do que como líder da bancada da mala”, disse o coronel da reserva.

Indagado sobre a maioridade penal, o parlamentar afirmou que: “sou contra a idade cronológica e a favor da idade psicológica. Quem vai definir se haverá punição ou não do menor, será uma equipe de especialistas, como psicólogo, pedagogo”, explicou Fraga.

Questionado pelo portal Bombeiros DF, sobre como ele enxerga as corporações militares do DF, o parlamentar do DF declarou: “Precisamos trabalhar para eleger deputados federais e distritais das corporações, mas para que isso aconteça teremos que fazer com que os votos obtidos por esses militares sejam distribuídos numa mesma coligação ou partido, onde iremos utilizar essa metodologia para beneficiar o coletivo elegendo candidatos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros”, finalizou.

Em relação a saúde, Fraga afirmou que caso seja escolhido governador, pretende reunir médicos, enfermeiros, auxiliares e comunidade, para fazer um grande pacto pela saúde no DF, e ver qual é o melhor modelo de gestão para a capital, concluiu.

Da Redação do Agenda Capital

Delmo Menezes
Gestor público, jornalista, secretário executivo, teólogo e especialista em relações institucionais. Observador atento da política local e nacional, com experiência e participação política.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here