Mulher sofre infarto e morre ao subir escadas de prédio sem energia em Águas Claras

Condomínio Top Life em Águas Claras. Foto: Reprodução

Elisângela Rodrigues, de 44 anos, sofreu um infarto enquanto tentava chegar a seu apartamento, no 4º andar; ela chegou a ser socorrida no local, mas não resistiu

Por Redação /CB

Uma queda de energia neste sábado (2/9) provocou, indiretamente, a morte de uma mulher em Águas Claras. De acordo com informações de moradores do Condomínio Top Life, na rua 36 Norte, Elisângela Rodrigues, de 44 anos, teve que subir de escada para seu apartamento, no 4º andar. Porém, quando estava na altura do 2º, sofreu um infarto.

O síndico do condomínio, Leonardo Valverde, informou que o episódio aconteceu por volta das 19h. Um bombeiro que mora no prédio e um salva-vidas do residencial prestaram os primeiros-socorros antes da chegada do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU). Em seguida, a equipe de resgate aéreo do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) também foi enviada ao local. Contudo, depois de sucessivas tentativas para reestabelecer os sinais vitais, a vítima não reagiu e acabou morrendo. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Ainda segundo o síndico, a primeira queda de energia no condomínio foi registrada por volta das 18h e, até as 21h30, ainda não havia sido reestabelecida. Oficialmente, a Companhia Energética de Brasília (CEB) confirma a falta de energia na região, mas diz ainda não ter informações sobre a causa do problema. Porém, um técnico da própria CEB que estava no local contou a reportagem que a razão da queda foi um curto-circuito na rede elétrica, provocado por um urubu, que, ao abrir as asas, acabou tocando em dois fios e levando corrente de um para o outro.

Da Redação com informações do Correio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here