Foto: Reprodução

A massoterapia está vinculada ao bem-estar e à qualidade de vida dos pacientes

Por Redação

O vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Delmasso (Republicanos), criou um projeto de Lei que regulamenta a profissão de massoterapeuta no Distrito Federal. O exercício da profissão exigirá o diploma de curso técnico em massoterapia, curso superior ou profissionais que tenham exercido, comprovadamente, há mais de cinco anos a profissão.

A massoterapia consiste em um conjunto de manobras manuais para alívio de dores e bem-estar em geral. É um conjunto de procedimento de massagens com os mais variados fins, como alívio de dores e estresse, por exemplo. É a prática de aplicar força ou vibração sobre tecidos macios do corpo, incluindo músculos, tecidos conectivos, tendões, ligamentos e articulações, para estimular a circulação sanguínea, a mobilidade, a elasticidade ou alívio de determinadas dores corporais.

Segundo Delmasso, a regulamentação da profissão é um debate extremamente relevante para o DF. “A profissão, inicialmente denominada como massagista, é uma das profissões mais antigas em nosso país. A massoterapia está vinculada ao bem-estar, à qualidade de vida, e a recuperação de enfermos, que necessitam deste profissional altamente capacitado”, disse.

O exercício da profissão de massoterapeuta vai requerer o registro prévio junto a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego e ao ente sindical. As competências, bem como o código de ética da profissão de massoterapeuta, serão definidos por meio de atos da categoria.

*Com informações da Assessoria e Agenda Capital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here