Foto: Agência Brasil

De acordo com o Ministério, a medida visa intensificar a vacinação nesse público-alvo da doença, que é mais suscetível a casos graves e óbitos. Ao todo, serão enviadas 1,6 milhão de doses a mais para os estados e o DF

Por Delmo Menezes

A partir desta quinta-feira (22), todas as crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo em todo o país. Essa medida preventiva deve alcançar 1,4 milhão de crianças, que não receberam a dose extra, chamada de ‘dose zero’, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses. Para isso, o Ministério da Saúde irá enviar 1,6 milhão de doses a mais para os estados. O objetivo é intensificar a vacinação desse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos.

Secretário-adjunto de Gestão em Saúde do DF, Sérgio Luiz da Costa.

De acordo com o Secretário-adjunto de Gestão em Saúde do DF, Sérgio Luiz da Costa, a Secretaria de Saúde vai emitir Nota Técnica possivelmente ainda nesta quarta-feira (21), para esclarecer a população sobre a recomendação do Ministério da Saúde. “O estoque que temos é insuficiente para atender toda a demanda. Ainda hoje entraremos em contato com o Ministério da Saúde para sabermos quando as doses extras chegarão ao DF”, afirmou o secretário.

Sarampo no DF

A Secretaria de Saúde confirmou três casos de sarampo no Distrito Federal. As informações foram apresentadas, nesta terça-feira (20), em coletiva de imprensa. Apesar dos casos, não há motivo para pânico por parte da população, disse o subsecretário da SVS, Divino Valero. A melhor forma de prevenir a doença é por meio da vacinação, disponível na rede pública exclusivamente para quem ainda não foi vacinado com a Tríplice Viral.

O subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero, ressaltou que a Secretaria de Saúde já adotou ações para impedir a disseminação da doença. Entre elas, o alerta a viajantes, comunicados divulgados em hotéis e a inauguração de um posto de vacinação no aeroporto, para vacinar os trabalhadores. “A secretaria continuará atuando de maneira perene, rápida e eficiente, no monitoramento dos dados, caso tenham novos casos no DF”, pontuou o gestor.

DOENÇA – O sarampo é uma doença viral aguda de alta transmissibilidade. É suspeito de ter a patologia todo indivíduo que apresenta febre alta acima de 38,5ºC e manchas avermelhadas pelo corpo, acompanhadas de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e da situação vacinal. Ao surgir qualquer um destes sintomas, é importante buscar atendimento médico.

A prevenção do sarampo é a vacina Tríplice viral, disponível em todas as salas de vacina do Distrito Federal. Ela protege contra caxumba, sarampo e rubéola, e é aplicada aos 12 meses de vida. A Tetra viral também protege (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) e é aplicada aos 15 meses.

As pessoas com idade entre um ano e 29 anos, que não foram vacinadas anteriormente, ou que não têm como comprovar se já vacinaram, recebem duas doses da Tríplice viral, com intervalo de 30 dias entre elas. Quem tem entre 30 a 49 anos recebe apenas uma dose. Pessoas maiores de 50 anos não precisam se vacinar, pois o Ministério da Saúde parte do pressuposto que a pessoa já teve sarampo ou contato com o vírus, por isso, criaram anticorpos.

Da Redação do Agenda Capital e SES-DF

Delmo Menezes
Gestor público, jornalista, secretário executivo, teólogo e especialista em relações institucionais. Observador atento da política local e nacional, com experiência e participação política.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here