Sobe para 1,9 mil atendimentos mensais no ambulatório de Fisioterapia do Hospital de Base

Por Redação

O atendimento do Ambulatório de Fisioterapia do Hospital de Base, sob gestão do Instituto Gestão Estratégico de Saúde (IGESDF), foi ampliado. A partir de agora, também podem ser assistidos pacientes renais crônicos, diabéticos amputados ou com polineuropatia (distúrbio de diversos nervos periféricos do corpo), bem como aqueles com imobilismo e linfedema. A perspectiva é de que a capacidade passe de 1,5 mil atendimentos para em torno de 1,9 mil.

Até então, a linha de cuidados envolvia apenas pacientes com cânceres de mama, cabeça e pescoço, além de traumatologia, ortopedia, e fibrose cística (doença genética que afeta principalmente os pulmões). A unidade já fazia também teste de caminhada para pacientes da pneumologia e reabilitação pulmonar.

“Para ampliar o nosso público, otimizamos o espaço e contratamos três fisioterapeutas especialistas, além de fazer o remanejamento de pessoal dentro do hospital. Contamos, ainda, com a presença de residentes do programa de Oncologia”, disse a chefe do Núcleo de Saúde Funcional, Ludmilla Figueiredo.

Antônio Izídio da Silva, 76 anos, e Antônia Nunes, 63, foram os primeiro beneficiados com a ampliação do serviço. Além do nome igual, o histórico é parecido. Ambos sofrem com diabetes e tiveram uma das pernas amputadas em razão da doença. Apesar disso, mantém o bom humor.

“Fiquei 42 dias internada. Foram duas cirurgias, tive alta há duas semanas e já iniciei o meu acompanhamento na fisioterapia. O atendimento é muito bom”, disse, ao mostrar-se satisfeita com o acompanhamento. “Graças à Deus, estou recebendo esse apoio da fisioterapia, que é muito bom”, resumiu Antônio.

ACESSO – A mudança foi feita para contemplar pacientes que recebiam atendimento na internação e, ao ter alta, não davam continuidade ao tratamento por falta de locais ou ainda dificuldade de acesso na rede.

“Com a mudança, os pacientes que receberem alta do hospital de base e tiverem indicação para tratamento no Ambulatório já sairão com retorno programado para consulta. Os demais pacientes da rede serão encaminhados e entrarão na regulação da Secretaria de Saúde do DF”, disse.

SERVIÇO – Atualmente, o Ambulatório de Fisioterapia conta com 11 fisioterapeutas especialistas em oncologia, pneumologia, cardiologia, traumato-ortopedia e amputados. A unidade funciona para pacientes agendados de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13 às 18h.

Da Redação com informações do IGESDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here