Anvisa recomendará o veto ao Projeto de Lei que autoriza anorexígenos

Agência vai argumentar ao presidente Temer, que a decisão da Câmara representa sério risco para a saúde da população.

Por Redação

Foto: reprodução

Anorexígeno, Anorético ou Anomirineronético são medicamentos com a finalidade de induzir a anorexia – aversão ao alimento, falta de apetite, ou seja, são os famosos remédios para emagrecer.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa),  vê com preocupação a aprovação, na Câmara Federal, do Projeto de Lei 2.431/2011, que autoriza a produção, a comercialização e o consumo, sob prescrição médica, de medicamentos à base das substâncias anorexígenas sibutramina, anfepramona, femproporex e mazindol. A Agência entende que a medida representa sério risco para a saúde da população ao retirar do órgão a competência legal para a regulação a respeito do registro sanitário dessas substâncias. Por conta disso, a posição da Agência é bem clara: vai recomendar ao presidente Michel Temer que vete a proposta.

Leia mais

Farmacêutica Vic Pharma emite nota de esclarecimento a respeito de matéria veiculada no Agenda Capital

Por Delmo Menezes

Foto: reprodução

A empresa Vic Pharma Indústria e Comércio Ltda, atuante no ramo Industrial Farmacêutico de Fabricação de Medicamentos, com foco na linha Hospitalar, emitiu nota de esclarecimento referente a matéria veiculada no Agenda Capital , intitulada Hospitais público do DF usam medicamentos proibidos pela Anvisa .

Leia mais

SAÚDE: Hospitais públicos do DF usam medicamentos proibidos pela Anvisa

Secretaria de Saúde ignora veto da agência a 30 produtos da empresa Vic Pharma. Ao menos quatro hospitais do DF têm usado itens vetados

Por Carlos Carone

Foto: reprodução

Trinta produtos, entre medicamentos e itens fabricados pela empresa Vic Pharma Indústria e Comércio Ltda., destinados à assepsia nos hospitais da rede pública do Distrito Federal, foram proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Desde 2 de maio, uma resolução publicada noDiário Oficial da União (DOU) determina a suspensão, a produção, a comercialização e o uso dessas substâncias. No entanto, um mês e duas semanas após a publicação da medida, os itens ainda são usados nas emergências e até mesmo em unidades de terapia intensiva (UTIs) neonatais das unidades de saúde do DF.

Leia mais

Anvisa estuda lançar concurso para recompor quadro de servidores

Diretor-presidente apresentou, a senadores, déficit na força de trabalho da Anvisa, que chega a 697 profissionais

article
Foto: Ascom/Anvisa

Recomposição do quadro de servidores da Anvisa, com o provimento de cargos já existentes e a criação de outras vagas. Esse pleito foi enviado ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, e, para agregar apoio à solicitação, o diretor-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, esteve na tarde de hoje (04/04) no Senado Federal, onde apresentou a alguns senadores a real necessidade de pessoal da Agência.

Leia mais

Anvisa proíbe venda de água sanitária sem registro

O produto não tem registro na Agência e é fabricado por uma empresa desconhecida. Foi determinada a apreensão das unidades do saneante do mercado.

Anvisa-sedeA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), proibiu a fabricação, distribuição, divulgação e a comercialização do produto Hipoclorito de Sódio sem registro ou cadastro da agência. A denúncia partiu da Vigilância Sanitária Municipal de Recife, do produto Hipoclorito de Sódio, de 1 e 5 litros, fabricado por uma empresa desconhecida.

Leia mais

Anvisa proíbe lote de extrato de tomate Quero por apresentar “pelo de roedor”

A suspensão foi determinada porque o produto apresentou matérias estranhas indicativas de risco à saúde no laudo de análise fiscal.

extrato-de-tomate-quero-130g-500x500

A Anvisa suspendeu a distribuição e comercialização do lote L. 11 07:35 do extrato de tomate da marca QUERO, produzido pela empresa Heinz Brasil S.A., por apresentar “pelo de roedor” e trazer resultados insatisfatórios nos testes, em todo território nacional.

Leia mais

Anvisa é “desqualificada” pelo programa Fantástico da Rede Globo

Medicamentos-GenericosO programa Fantástico da Rede Globo de Televisão, exibiu reportagem neste domingo (05) em que “desqualifica” a nota emitida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sobre matéria veiculada no programa domingo passado (29), a respeito de medicamentos genéricos. Na reportagem o Fantástico mostra como foram feitos os testes dos remédios genéricos mais vendidos no Brasil que são: Losartana Potássica, para pressão alta; o analgésico Dipirona Sódica; e Citrato de Sildenafila, para disfunção erétil. Hoje os genéricos respondem por 30% do mercado, índice considerado baixo por especialistas.

Leia mais

Estimulante sexual Ativemax tem propaganda suspensa pela Anvisa

Empresa Ative Participações atribuía propriedades terapêuticas não autorizadas a estimulante natural

ativemax15

As propagandas dos produtos da marca “Ativemax” que atribuíam propriedades de saúde não autorizadas foram suspensas pela Anvisa. A suspensão da publicidade irregular faz parte de um conjunto de ações da Agência que visam garantir a segurança e a eficácia de produtos comercializados no Brasil.

Leia mais

Ministro da Saúde diz ser favorável à proibição de aditivos em cigarros

Ricardo-Barros-O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, declarou hoje (8) ser favorável ao cumprimento da norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que proíbe os aditivos que dão sabor e cheiro aos cigarros. “80% dos fumantes começam a fumar antes dos 18, então, para esse público esses aditivos são atraentes. Isso não é bom para a saúde pública”, disse Barros, em conversa com jornalistas logo depois de reunião do Conselho Nacional de Saúde.

Leia mais