Quem sabe os segredos da “alcova”?

Por Delmo Menezes

Foto: reprodução

Dizem as más línguas que até na casa dos justos podem existir falhas. Os segredos da “alcova”, que segundo comentam por aí, era frequentada por figuras acima de qualquer suspeita. Um pai honesto, não significa necessariamente que o seu filho seja incorruptível, assim como um tio exemplar tenha um sobrinho honrado.

Leia mais

O perigo de ser sempre do contra

O perigo de ser do contraCerta vez um cidadão desembarcou num Estado distante e foi logo perguntando: “Tem governo nesse Estado?” Alguém respondeu imediatamente: “Tem sim! Claro que tem!” E o cidadão declarou: “Pois diga que eu sou contra”.

Alguns filósofos e intelectuais acham inteligente ser do contra. Muitos partidários também acham que ser do contra ganha adeptos e novos simpatizantes. Ser do contra a qualquer custo é bom ou ruim?

Leia mais

Chamem Dom João VI!

D_Joao_VI

Não é de hoje que o diálogo, acompanhando da abstração de interesses, tem sido uma arma importante para o amadurecimento do Brasil. Desde o Império, as soluções para as questões de interesse nacional são dadas por meio da conversa entre líderes com habilidade e trânsito em circunstâncias adversas. Assim se conquistou a unidade nacional, a abolição da escravatura e, mais recente, o fim do regime militar.

Os brasileiros podem se gabar que a transição para a democracia ocorreu sem que sangue fosse derramado, ao contrário de outras nações. O diálogo, à época conduzido por políticos como Ulysses Guimarães e Tancredo Neves, foi elemento decisório para que a população passasse a ter a voz, que ainda hoje é direito de todos. Uma conquista que vem à tona nos tempos atuais, quando se fala em reforma política. Essa é, de fato, uma vontade que está aflorada na sociedade. Também foi bandeira e alvo de promessas nas últimas eleições. Mas agora em que o quadro político-eleitoral está definido, surge a seguinte pergunta: como viabilizar isso?

Leia mais