L-ASPARAGINASE: Enquanto uns tumultuam sua compra, outros perecem por falta do medicamento

Por Adriano Paulino 

Foto: reprodução

O medicamento L-Asparaginase, comprado recentemente pelo Ministério da Saúde (MS), e usado como alternativa para tratamento do câncer de Leucemia Linfoblástica Aguda (LLA) em crianças e adolescentes, tem sido alvo de polêmicas que sensibilizaram a opinião pública, colocando em cheque a eficácia do medicamento adquirido pelo governo brasileiro.

Leia mais

Saúde torna obrigatório registro de compras de medicamentos adquiridos para o SUS

Medida do MS visa dar maior transparência no processo, além de ter potencial de aumentar a concorrência, já que todos poderão conhecer preços praticados em todo o país

Por Redação

Foto: reprodução

Todas as compras de medicamentos realizadas no país para o abastecimento do SUS terão seus preços registrados em sistema online. A resolução, publicada no Diário Oficial da União, vale para o Ministério da Saúde (MS), estados, municípios e Distrito Federal que, agora, passam a alimentar de forma obrigatória o Banco de Preços em Saúde (BPS): ferramenta online, gratuita e de acesso aberto ao público desenvolvida pelo governo federal. Ao dar transparência ao uso dos recursos públicos e conhecimento dos preços praticados em todo território nacional, o banco vai proporcionar o aumento da concorrência e maior condições para a negociação de preços junto aos fornecedores e fabricantes, gerando economia para o sistema de saúde.

Leia mais

Ministério da Saúde amplia vacina contra HPV para meninos de 11 a 15 anos

Para conscientizar os meninos sobre a importância da imunização, o Ministério da Saúde vai realizar campanha e intensificar a vacinação nas escolas. Também terão direito a vacina, homens e mulheres transplantados, além de oncológicos em uso de quimioterapia e radioterapia

Por Redação

No Brasil médicos solicitam mais exames do que em países ricos

Informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) apontam que as solicitações de tomografia e ressonância por convênios particulares cresceram 22% em dois anos; para especialistas e ANS, muitas solicitações podem ser feitas de forma indevida

Por Redação

Foto: reprodução

 Reportagem publicada pelo jornal Estado de São Paulo neste sábado (17), mostra que muitas solicitações de exames, podem ser feitas de forma indevida. De acordo com a matéria, os médicos de planos de saúde brasileiros já pedem mais exames de tomografia e ressonância do que profissionais de países desenvolvidos, segundo dados inéditos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) obtidos pelo Estado.

Leia mais

SAÚDE: Hospitais públicos do DF usam medicamentos proibidos pela Anvisa

Secretaria de Saúde ignora veto da agência a 30 produtos da empresa Vic Pharma. Ao menos quatro hospitais do DF têm usado itens vetados

Por Carlos Carone

Foto: reprodução

Trinta produtos, entre medicamentos e itens fabricados pela empresa Vic Pharma Indústria e Comércio Ltda., destinados à assepsia nos hospitais da rede pública do Distrito Federal, foram proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Desde 2 de maio, uma resolução publicada noDiário Oficial da União (DOU) determina a suspensão, a produção, a comercialização e o uso dessas substâncias. No entanto, um mês e duas semanas após a publicação da medida, os itens ainda são usados nas emergências e até mesmo em unidades de terapia intensiva (UTIs) neonatais das unidades de saúde do DF.

Leia mais

Fiocruz promove seminário internacional sobre relações da saúde pública com imprensa

O evento será nos dias 12, 13 e 14 de julho na Fiocruz Brasília

Por Redação

foto: reprodução

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Brasília promove no período de 12 a 14 de julho o I Seminário Internacional e V Seminário Nacional as Relações da Saúde Pública com a Imprensa: Aedes aegypti – vetor de epidemias anunciadas que reunirá instituições responsáveis pela saúde pública no país, estudiosos da comunicação e nomes da imprensa nacional e local. Quaisquer interessados podem se inscrever no evento.

Leia mais

Saúde fecha acordo com Indústrias da Alimentação; meta é retirar 28 mil toneladas de sódio

Por Redação

Ministro da Saúde, Ricardo Barros. Foto: reprodução

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, assinou nesta terça-feira (13), novo acordo com a Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia) para melhorar o perfil nutricional dos alimentos industrializados. A parceria valerá para os próximos cinco anos (2017 – 2022). A primeira cooperação com a indústria está em vigor desde 2011 e tornou possível a retirada de 17 mil toneladas de sódio que seriam consumidas pela população. A meta é retirar, voluntariamente, 28,5 toneladas de sódio da alimentação dos brasileiros. Na ocasião, também foi lançado o Portal Saúde Brasil, ferramenta digital com orientações sobre os benefícios da adoção de hábitos saudáveis.

Leia mais

Novo modelo de repasse do Ministério da Saúde, facilita acesso aos medicamentos da Farmácia Popular

Por Delmo Menezes

Foto: reprodução

Em entrevista nesta quarta-feira no Ministério da Saúde (MS) em Brasília, o diretor do Departamento de Assistência Farmacêutica (DAF), Renato Alves Teixeira Lima, garante que a população brasileira vai continuar usufruindo dos serviços da Farmácia Popular através das farmácias credenciadas pelo Ministério. “O programa Farmácia Popular continua. O modelo do repasse é que mudou”, disse Renato.

Leia mais

Saúde define nova forma de repasse a estados e municípios para compra de medicamentos da atenção básica

Foto: reprodução

A partir de agosto, estados e municípios terão um incremento de 10% para a compra de medicamentos da atenção básica do SUS, equivalente a R$ 100 milhões por ano. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta terça-feira (6), em Brasília (DF).

Leia mais

Ministro da Saúde libera vacina da gripe para toda a população a partir de segunda-feira (5)

Ricardo Barros fez o anúncio em Maringá, no norte do Paraná, nesta sexta-feira (2

Por Redação

Foto: reprodução

O ministro da Saúde Ricardo Barros informou que a vacina contra a gripe será liberada para toda a população, e não só para grupos prioritários, a partir de segunda-feira (5). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (2), em Maringá, no norte do Paraná.

Leia mais