Foto: Reprodução

Por Delmo Menezes

Em pronunciamento na Tribuna da Câmara Legislativa do DF nesta terça-feira (09), a deputada Sandra Faraj (PR) agradeceu a Deus por mais uma vitória no caso “NetPub”. o TJDFT reconheceu que todos os serviços da empresa foram integralmente pagos.

Sandra afirmou que o Tribunal de Justiça do DF confirmou aquilo que ela havia falado há mais de 15 meses. De acordo com a parlamentar, todos os serviços prestados pelo seu gabinete foram pagos, inclusive o da empresa “NetPub”. Segundo ela, as pessoas que se levantaram por vingança, terão muito que se explicar por terem usado indevidamente o poder público, e a imprensa para tratar alguém de forma injusta. A deputada disse ainda que mesmo estando grávida com risco de perder seu filho, foi acusada de forma leviana e injustiçada.

Relembre o caso

O Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF rejeitou por maioria, no mês passado, a denúncia oferecida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios contra a deputada distrital.

Segundo a denúncia, a deputada teria, supostamente, praticado crime de estelionato, ao ter recebido da Câmara Legislativa do Distrito Federal reembolso integral das despesas do contrato de prestação de serviços especializados de comunicação para apoio à atividade parlamentar.

A acusação é de que a parlamentar teria repassado à empresa contratada,”NetPub”, parte da verba indenizatória que requereu à Câmara.

A defesa da deputada pediu a rejeição da denúncia, argumentando falta de justa causa para a ação penal.

A maioria dos desembargadores acatou as alegações da defesa e a denúncia foi rejeitada.

Em plenário hoje, deputada Sandra agradeceu a Deus por mais uma vitória: Tribunal de Justiça reconheceu que todos os serviços da NetPub foram integralmente pagos.

Posted by Sandra Faraj on Tuesday, May 8, 2018

Da Redação do Agenda Capital

Delmo Menezes
Gestor público, jornalista, secretário executivo, teólogo e especialista em relações institucionais. Observador atento da política local e nacional, com experiência e participação política.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here