Assessor de deputado tem casa invadida e assaltada no Guará

Foto: reprodução

Por Delmo Menezes

O assessor parlamentar do deputado Izalci Lucas (PSDB), Luciano Lima, teve sua casa assaltada no Guará, na manhã desta segunda-feira (13). Dois bandidos renderam sua família colocando arma na cabeça de um dos seus filhos, em situação de total desespero.

Na ação criminal, os ladrões conseguiram invadir a residência da vítima pela garagem. Dentro da casa, haviam mais vítimas e sob a mira de um revolver e com intensas ameaças, a família via os objetos de sua residência sendo levados, como computador, TV e joias.

De acordo com Luciano, “nunca havia acontecido uma situação dessas com minha família. Temos que agradecer a Deus pela integridade do meu filho”, disse.

Mais uma lamentável situação do descaso da segurança pública e que traz à tona o sentimento de indignação e perplexidade entre os cidadãos do Distrito Federal. Os órgãos responsáveis citam números que na verdade não condizem com a verdadeira realidade da Segurança Pública do DF.

Da Redação do Agenda Capital

5 COMENTÁRIOS

  1. Acontece todos os dias em inúmeras famílias, principalmente no Guará. Aí quando é com um ASSESSOR de político, ganha até matéria importante! E as outras duas casas assaltadas no mesmo dia??? Ninguém comenta….
    Triste…

  2. Gente… bom dia. Tudo bem?!
    Afinal porque essa depressão tão grande?! O rapaz é apenas um assessor do parlamentar Izalci Lucas que é uma referencia de político atuante de Brasília, enquanto os outros fazem vistas grossas para o que está acontecendo em nossa cidade por negociarem com este desgoverno Rollemberg que ajudamos a eleger achando que haveria atitude pelas promessas de sua campanha eleitoral em 2014. Vejo isto como politicagem, melhor palavra e mais adequada é “vagabundagem”… e os vagabundos são aqueles que não fazem uma política com incentivos para geração de empregos para estes excluídos da sociedade. E isto está acontecendo porque o governador de Brasília como muitos outros aliados são ausentes da situação em nossa amada cidade. Moro em Brasília desde 1958, vou fazer 60 anos e sou pioneiro, nunca fui assaltado. As pessoas tornam-se criminosas fazendo delito por falta de oportunidades. Como dizia Joaquim Roriz… que a palavra pobre não existe em seu dicionário, o que existe de fato é a falta de oportunidade… graças a Deus não aconteceu nada mais sério com este pai de família, apenas roubaram seus objetos que poderá comprá-los outra vez… a vida é mais importante que os bens materiais. Em caso de assalto, a pessoa não deve reagir, e Luciano Lima fez bem. Vamos parar de criticar e procuremos reagir na hora de votar. Estes políticos vagabundos que prometem e não fazem nada, vamos esquecê-los. Escolha bem os seus candidatos, não reeleja mais aqueles que usam a política como carreira profissional, escolha o que há de novidade, o político novo para representar nossa amada Brasília – Capital da Esperança.
    Marcão da Rodoviária

  3. Não, os assaltantes são coitadinhos, vítimas do sistema capitalista, não tiveram oportunidades. Não é assim que o PSDB, PT e partidos de esquerda pensam?

  4. Fui roubada, minha casa invadida …por 4 meses… os ladrões postaram fotos no Facebook, onde copiei as fotos, tenho todos os nomes dos ladrões provas … inclusive perícia , conclusão até hj nada .Se eu fosse assessor parlamentar pelo menos teria aparecido no jornal local….
    Viva a desigualdade social

  5. Fui assaltado duas vezes somente no mês passado aqui no guará. Na primeira vez levaram somente celular e dinheiro. Na segunda já foi outro celular, notebook, ferramentas de trabalho e parte de meu aluguel que estava levando para pagar. O pior que estudava no notebook, agora sem estudar por falta de segurança em nossa região. Vejo praticamente duas vezes na semana trabalhadores que saem cedo para trabalhar sendo assaltados nas paradas de ônibus sem poder fazer nada. Onde vamos chegar ? Até quando iremos aguentar isso? Acordo todos os dias as 4:30 da manhã para trabalhar chego as 20:30 em casa para dar suporte a minha esposa que está grávida. Damos duro para conseguir as coisas e ainda temos que passar por essas situações. Somos assaltados os meliantes podem até ser presos mas em algumas horas depois estão de volta na rua. O pior quando fui fazer ocorrência á polícia civil estava de greve nos informando para realizar o B.O pela internet que temos certeza que não irá resolver em nada, somente estatística. Esse é nosso país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here