Ministro da Saúde confirma que deixará o cargo para disputar eleição

Foto: Agenda Capital

Ricardo Barros afirmou nesta quinta-feira (4/1), que concorrerá a uma vaga de deputado federal pelo Progressista, porém não deu uma data para sair do ministério

Por Redação

Em entrevista coletiva realizada na sede do Ministério da Saúde nesta quinta-feira (4/1), sobre a execução orçamentária da pasta, o ministro Ricardo Barros, anunciou que vai deixar o cargo para concorrer a uma vaga de deputado federal pelo partido Progressistas. Barros, no entanto, não confirmou o dia que vai entregar a Pasta. De acordo com a legislação vigente, a data-limite, para ministros pedirem exoneração do cargo a fim de se candidatarem, é 7 de abril.

Segundo o ministro, “pretendo ficar no ministério até quando o presidente demandar”, desde que antes do prazo final. O titular da Saúde disse, ainda, que seu cargo “está sempre à disposição”, caso Michel Temer decida antecipar sua saída.

Ainda não existe um nome definido para assumir a pasta. Informações de bastidores dão conta que o substituto de Ricardo Barros será indicado pelo partido Progressista, do qual o ministro é filiado.

Esta semana dois ministros desembarcaram do governo Temer para entrarem na corrida eleitoral. Ronaldo Nogueira (PTB-RS), do Trabalho e Marcos Pereira (PRB), da Indústria e Comércio exterior.

Da Redação do Agenda Capital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here