Funcionários do Instituto Gamaleya trabalham na Sputnik V, a vacina russa contra a Covid-19 Foto: Sputnik V/Divulgação

Instituto Gamaleya, que desenvolve o imunizante, espera resultado de ensaios clínicos para registrar a vacina

Por Redação

O Instituto Gamaleya, na Rússia, está desenvolvendo uma alternativa à vacina Sputnik V. É uma vacina nasal. 

O diretor do Centro de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia do Instituto Gamaleya, Alexander Ginzburg, espera registrar a vacina em 2022 se os ensaios clínicos tiverem êxito. 

“O centro está realizando trabalhos em diversas áreas de criação e aprimoramento das vacinas contra Covid-19. Uma das iniciativas é fazer a vacina nasal. No momento, estão sendo feitos ensaios pré-clínicos dessa vacina. Planejamos começar testes clínicos no final deste ano ou no início de 2022, com registro planejado para 2022 conforme os resultados dos testes”, disse o diretor.

Segundo Ginzburg, um dos principais benefícios da vacina intranasal é a quase ausência de potenciais efeitos colaterais.

Os pesquisadores russos planejam que a vacina nasal seja administrada em duas doses, mas também não descartam que ela possa ser dada em dose única.

Com informações da CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here