Governador Ibaneis Rocha no Palácio do Buriti.Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Nova medida valerá a partir do momento da publicação do decreto, o que deve ocorrer nas próximas horas

Por Redação*

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), resolveu antecipar as medidas que valerão a partir da meia-noite desta sexta-feira (26/02), e ampliar as restrições. A decisão foi tomada poucas horas após publicar decreto que previa lockdown noturno no Distrito Federal a partir de segunda-feira (1°/3) devido à pandemia de Covid-19,.

A partir desta sexta-feira (26/2), as proibições não serão apenas das 20h às 5h: será um lockdown total. Ou seja, tudo será fechado, exceto serviços essenciais. A determinação valerá a partir da publicação do documento, o que deve ocorrer nas próximas horas.

“A escalada dos casos nos obriga a interferir diretamente e eu decidi decretar lockdown para tentar conter esse avanço da doença. Ninguém fica feliz com uma decisão dessa, ao contrário, mas é preciso ter responsabilidade nessa hora, ainda que seja uma medida impopular. Só os serviços fundamentais vão funcionar e o decreto sai ainda hoje em edição extra do Diário Oficial”, disse o governador Ibaneis Rocha (MDB) a reportagem. 

“Criou-se um comitê, que vai avaliar permanentemente a situação”, disse o governador à reportagem.

Veja o decreto na íntegra:

A decisão foi tomada pelo chefe do Executivo local após ver dados sobre a lotação do sistema de saúde da capital. Por volta das 16h30 desta sexta, o Distrito Federal tinha apenas um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto em toda a rede de saúde. O dado inclui hospitais públicos e privados.

Nesta sexta-feira, a ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs), na rede pública de saúde, chegou a 98,22%. De acordo com a Sala de Situação da Secretaria de Saúde, apenas um dos três leitos disponíveis é para adulto. Os outros são pediátricos e mais 11 estão bloqueados. 

Mais leitos

A fim de tentar minimizar o problema, Ibaneis anunciou, nesta sexta, a ativação de mais 60 leitos para tratamento de Covid-19 no Distrito Federal. Segundo o emedebista, 20 deles serão no Hospital de Campanha de Ceilândia e outros 40 no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM).

Teletrabalho para servidores

O governador Ibaneis Rocha (MDB) determinou, nesta sexta-feira (26/2), a retomada do teletrabalho, em caráter excepcional e temporário, na maior parte dos órgãos da administração pública local direta, indireta, das autarquias e fundações do Distrito Federal. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial (DODF) e passa a valer a partir de segunda-feira (1º/3).

Com exceção de áreas consideradas essenciais, como saúde, limpeza, fiscalização, segurança e de assistência social, setores administrativos do Executivo local poderão aderir ao formato virtual.

Com a decisão, apenas uma equipe mínima, a depender da avaliação de cada chefia, terá de manter a presença física nos órgãos públicos locais. A decisão é justificada, “uma vez que a realização do serviço na modalidade se tornou uma importante ferramenta na luta contra o contágio pela Covid-19“.

*Com informações do GDF/Metrópoles/Agenda Capital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here