Centrão reage e Planalto recua na indicação do líder do PSDB para assumir Ministério

Presidente chegou a escolher Antonio Imbassahy para a Secretaria de Governo, mas desistiu do anúncio diante das reações contrárias do bloco “Centrão”.

Imbassahy -aécioA forte reação do Centrão, que ameaçou bloquear a reforma da Previdência no Congresso, abortou nesta terça-feira a nomeação do líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), para comandar a Secretaria de Governo no lugar do ex-ministro Geddel Vieira Lima. O bloco, formado por 13 partidos da base aliada – entre os quais PTB, PSD e PP –, se rebelou por considerar que o Palácio do Planalto articulou uma manobra para ajudar a reconduzir Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Casa.

Leia mais

Ministro da Saúde diz ser favorável à proibição de aditivos em cigarros

Ricardo-Barros-O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, declarou hoje (8) ser favorável ao cumprimento da norma da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que proíbe os aditivos que dão sabor e cheiro aos cigarros. “80% dos fumantes começam a fumar antes dos 18, então, para esse público esses aditivos são atraentes. Isso não é bom para a saúde pública”, disse Barros, em conversa com jornalistas logo depois de reunião do Conselho Nacional de Saúde.

Leia mais

Agenda pública do governador Rodrigo Rollemberg para sexta-feira (9/12/16)

8h30: Comemoração do Dia do Extensionista Rural

Local: Parque Estação Biológica, Edifício Emater-DF- Asa Norte

(Aberto para imprensa)

10h: Lançamento do Portal da Transparência do Distrito Federal

Local: Salão Nobre, Palácio do Buriti

(Aberto para imprensa)

10h30: Apresentação dos Resultados do Projeto “Controladoria na Escola”

Local: Salão Branco, Palácio do Buriti

(Aberto para imprensa)

14h: 3ª Reunião de Avaliação da Estratégia (RAE)

Da Redação 

DF ganha Rede de Controle da Gestão Pública para intensificar o combate à corrupção

Seis órgãos de controle assinam nesta sexta-feira, 9 de dezembro, um acordo de cooperação técnica para ações integradas de fiscalização, combate à corrupção e controle social, além de intercâmbio de informações.

TCDF--No Dia Internacional de Combate à Corrupção, o Distrito Federal ganha uma Rede de Controle da Gestão Pública, formada pela cooperação entre seis órgãos: o Tribunal de Contas do DF (TCDF), o Ministério Público de Contas (MPC/DF), a Controladoria-Geral do DF (CGDF), o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), a Polícia Civil (PCDF) e a Secretaria de Fazenda (SEF/DF). A assinatura do acordo de cooperação técnica que formaliza a criação da Rede será nesta sexta-feira, dia 9 de dezembro, às 17h, no Plenário do TCDF.

Leia mais

Teto do INSS atinge só 5% dos servidores federais, mesmo com reforma da Previdência

Limite de R$ 5.189 por mês na aposentadoria só valerá para os funcionários que entraram no serviço público depois de 2013

Previdência -social-reformaServidores da União hoje na ativa ainda poderão se aposentar com salário acima do teto do INSS mesmo após a reforma da Previdência, enviada pelo presidente Michel Temer ao Congresso Nacional. O mesmo deverá acontecer com servidores estaduais e municipais.

Leia mais

Saúde notifica 23.739 casos de dengue desde janeiro

Boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (7) informa que 17.760 ocorrências foram confirmadas em moradores de Brasília

Zika vírusA Secretaria de Saúde registrou 19.864 casos confirmados de dengue – doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti – desde o início deste ano. Desses, 17.760 referem-se a residentes de Brasília e 2.104, de outras unidades da Federação.

Leia mais

Comissão da Câmara proibe contratação de “OS” para Saúde no DF

CLDF-Comissão-OSA Proposta de Emenda à Lei Orgânica (PELO) nº 43/2016, do deputado Ricardo Vale (PT) e outros, que proíbe a contratação de organizações sociais (OS) para gestão ou prestação de serviços de saúde no DF, foi aprovada na tarde desta quarta-feira (7) pela Comissão Especial de análise de PELOs. O texto aprovado ainda tem que ser apreciado em plenário.

Leia mais

Maioria do Supremo vota por manter Renan na presidência do Senado

Supremo_renan_dida_sampaioA maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde de hoje (7) manter o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) no cargo. Por seis votos a três, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou em julgamento nesta quarta-feira (7) o afastamento de Renan da presidência do Senado e derrubaram a decisão individual do ministro Marco Aurélio, que determinou o afastamento, na última segunda-feira.

Leia mais